Nem tanto ao mar nem tanto à terra

Ontem o Brasil estreou na Copa América contra a fraca equipe venezuelana. O resultado justo de 0x0 denota exatamente como foi o jogo, nada demais.

Sou crítico a muitas atitudes e convocações do técnico da seleção Brasileira, Mano Menezes, mas culpá-lo pelo resultado de ontem chega ser covardia. Das péssimas convocações, só uma, provavelmente a pior delas é titular. E André Santos vem mostrando, realmente estar muito aquém de seus companheiros.

Mas também não foi ele quem mais decepcionou na partida de domingo. O meio campo, jogadores de quem se espera muito, foi ineficiente, diria que só Lucas Leiva, o menos capaz de todos, fez uma boa partida.

Ramires quase comprometeu com o erros de alguns passes na saída de bola, começo a ter a impressão que ele não se encaixa nesse esquema. Marcando sempre atrás, mal colocado na defesa, o excelente jogador do Chelsea não fez uma boa partida, apesar de ter aparecido muito bem ao ataque em algumas (poucas) ocasiões.

Neymar, eleito o melhor da partida pela Comenbol, foi normal, para o que ele pode jogar foi mal, mas buscou jogo, não entrou na pilha do técnico adversário e não foi um destaque negativo.

Quem mais decepcionou foi de quem mais se espera. Ganso fez o pior jogo dele a que eu assisti. Muitos passes errados, muito mal colocado, enfim, não fez nada direito.

Para não parecer ranzinza, ele acertou um belo passe para Neymar no final do primeiro tempo e só. O que não é nada para um camisa 10 da seleção brasileira.

De resto, André Santos péssimo, como todos já sabiam que seria, Dani Alves, Thiago Silva e Lúcio impecáveis, e Júlio César nem precisou sujar o uniforme.

Lucas do São Paulo entrou bem, e é de se pensar se ele não poderia ter entrado antes na contenda.

Fred e Elano são aquelas brincadeiras de mau gosto que Mano sempre tem com os torcedores. É a única explicação que eu encontro.

Mas meus caros, não somos o pior time de todos os tempos como alguns praguejaram após o jogo. Porém ficou bem claro que não somos essa beleza toda decantada na semana que passou.

Temos que ganhar do Paraguai sábado, e lembrem-se que ninguém fez gol no grupo até agora.

Ps: Nota triste do jogo do Paraguai ontem, além da falta de gols foi o peso exagerado de Larissa Riquelme. A bela modelo errou na dose…

Anúncios

0 Responses to “Nem tanto ao mar nem tanto à terra”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Dois Toques

Lugar que um doido por esporte, principalmente futebol criou para escrever, ler, debater sobre tudo que seja relacionado ao esporte Bretão.

Twitter

Anúncios