Posts Tagged 'Adílson Batista'

Santos traz o Capitão América

Finalmente o Santos contratou o homem que irá dirigir o time na Copa Libertadores do ano que vem. Ele será Adílson Batista, que mesmo tendo saído em relativa baixa do Corinthians consegue uma chance de ouro para voltar a ser campeão da América.

Ele que é conhecido no Rio Grande do Sul como Capitão América, por ter sido líder e capitão do time vencedor da Libertadores de 95, não conseguiu repetir o feito como treinador, bateu na trave com o Cruzeiro perdendo na final, e chegando perto outra vez.

A capa de um jornal paulistano hoje era “Na falta de tu vai tu mesmo” dizendo basicamente que não era a melhor escolha, mas na falta de qualquer coisa melhor foi ele. É público que a primeira opção santista foi Abel Braga, que não conseguiu se desvencilhar do contrato que tem no mundo árabe e não pode aceitar o convite.

Sou fã de Adílson Batista, acho ele bom técnico, moderno, inteligente e capaz de arrumar um time vencedor. Não acho que ele seja resto ou sobra nenhuma, e nem acho o trabalho dele no Corinthians ruim não, levou azar com algumas contusões e cometeu alguns erros talvez, mas nada que deprecie sua carreira.

Ainda lembro Adílson gosta de montar seus times para frente, atacando, com bom toque de bola, exatamente como esse time do Santos tem que ser armado, como deu certo no primeiro semestre e como tem tudo para fazer uma bela Libertadores.

Outro ponto extremamente interessante foi a contratação do técnico agora para montar juntamente com a diretoria do Santos o time que disputará a temporada do ano que vem. Mesmo sem ser jornalista, tenho meus contatos, e gente do Santos me disse que está tudo certo para a volta de Zé Roberto e para a vinda de Lucas atualmente no Liverpool, foi o que me disseram, acho que há um bela possibilidade de isso acontecer.

Passada o terremoto Neymar x Dorival e seus temblores posteriores, parece que a diretoria santista voltou a por a cabeça no lugar, e o Santos vem com tudo para a temporada 2011, com a volta de Ganso e a possível chegada de jogadores como os citados acima, alguém segura o Santástico que eu quero ver.

Parooouuu Rubinhoooo

Não comentarei sobre a corrida, muito monótona por sinal, da madrugada, nem é uma crítica ao piloto brasileiro, mas aproveito que ele é torcedor do Corinthians, e usando a frase clássica de Galvão Bueno, título deste post, falarei o que penso da demissão de Adílson Batista.

Hoje o Corinthians aparentemente deu adeus ao título brasileiro com a infame derrota para o Atlético-GO em pleno Pacaembu. Mas na verdade esse tchau foi dado ontem já. Acabo de ouvir o excelente repórter Carlos Cereto informar que na manhã de ontem integrantes da Gaviões da Fiel se reuniram com a diretoria para cobrar resultados, e ficaram muito brabos pois o técnico não quis ouví-los. E o pior, ao que tudo indica a diretoria não saiu em defesa do treinador imediatamente, como deveria fazer. Parece que a maior das reivindicações era a barração de alguns jogadores, que inclusive jogaram hoje.

Resultado, entrou em campo hoje um time com jogadores sem confiança alguma, pois sabiam que a torcida queria a sua cabeça e um técnico desmotivado sem o respaldo de seus chefes. Cereto informou também, que já havia algum tempo Batista via seus pedidos negados pelo Corinthians, ou seja, não foi só ontem que se viu sozinho, mas ontem seguramente foi a gota d’água.

Com todo esse tempero o placar não poderia ser outro, vitória do Atlético-GO e o Timão em 3º com 5 pontos a menos que o Cruzeiro. Os torcedores mais fanáticos com certeza discordam, acham precipitado dizer que o time está fora, e realmente 5 pontos não são impossíveis de serem recuperados. Creio que eles no fundo também sabem o peso de uma demissão, da crise interna causada por essa “invasão”, e mais, é clara a curva descendente do time do Parque São Jorge.

Pintado esse quadro, iremos pensar, ufa, é bastante mas acabou, o Corinthians agora troca de técnico, sente essa mudança mais umas 2 ou 3 rodadas e com sorte se encaixa e volta para a briga, certo? Não, nada é tão ruim que não possa piorar. Para finalizar a informação dada pelo repórter na TV, e que agora vejo ele também colocou no twitter, o nome mais forte para substituir Adílson Batista é Carlos Alberto Parreira. Sério, isso aí é brincadeira de mau gosto com o torcedor corinthiano. Se o Sérgio Mallandro não estivesse em um confinamento eu poderia jurar que ele tinha espalhado a notícia como mais uma de suas pegadinhas, Yéh Yéh!

Parreira há pelo menos 10 anos não é mais técnico de futebol. Nunca fui seu fã, mas antes ele tinha em seu currículo conquistas para embasar seus defensores, mas isso faz muito tempo, nada, nada explica essa opção. Tenho muitos amigos corinthianos, e infelizmente vos digo que acho que deu pane seca no time do Parque São Jorge. Estava vendo o jogo de vôlei, e a cada gol que era informado do Atlético-GO só uma frase vinha a minha cabeça, do ilustre Cléber Machado “Hoje não, hoje não; hoje sim, hoje sim??”

Lamento informar, mas depois deste final de semana, creio que teremos mais um Centenário de clube sem volta olímpica.


Dois Toques

Lugar que um doido por esporte, principalmente futebol criou para escrever, ler, debater sobre tudo que seja relacionado ao esporte Bretão.

Twitter