Posts Tagged 'América'

Futebol do Século Passado

Títulos enganam. E muito.

Quem ainda tem dúvidas basta olhar para o atual Campeão Brasileiro, e o campeão Carioca, e o Campeão da Copa do Brasil e do Paulista. Mas temos que convir que enquanto o Santos enfrenta um problema de comando, as questões que envolvem, Fluminense, Botafogo, e incluo Flamengo e Vasco, são muito mais complexas e profundas.

Sou um amante do futebol carioca, e por esse motivo me sinto bem a vontade para declarar que estou resignado que o futuro carioca é a decadência, pontuada por títulos extemporâneos, como os dois últimos Brasileiros conquistados por Flamengo e Fluminense.

A declaração de Muricy escancarando a vergonha em que se encontra as Laranjeiras não surpreendeu ninguém, mas a maneira como o presidente do clube acatou as críticas e nem as rebateu demonstra que não só o técnico falou a verdade, como o clube não vê soluções no curto prazo.

O Campeonato Carioca é medíocre. Times fraquíssimos mal dão trabalho para os times grandes, mesmo quando esses estão com seus elencos limitados e desorganizados. Raros times “bem montadinhos” surgem do interior, fazem uma final de turno e logo somem. Dessa maneira, não é incomum vermos finalistas do Carioca lutando para não cair no Brasileiro.

Um exemplo que explicita bem tudo o que disse até agora é o Flamengo, Campeão Brasileiro em 2009, finalista da Taça Rio 2010 e que lutou até o final para não cair no brasileiro de 2010. E não estamos falando de uma exceção.

O Vasco que hoje sorri como uma possibilidade de fazer algo no brasileiro, contabilizou na última década 1 título Carioca, 1 Rebaixamento e 1 título de Série B. Sem comentários né. Ninguém passa incólume por anos de desmandos como os que massacraram o time de São Januário. O câncer Eurico Miranda, cedo ou tarde cobraria, e aparentemente agora, anos depois, o time começa a se reerguer, mas ainda longe, muito longe de algo que mereça ser comemorado. O atual Presidente e maior ídolo do clube, Roberto Dinamite, provou que é fraco administrador e um “banana” nos bastidores.

O Botafogo se contenta com campanhas relativamente boas no Brasileiro, sem nunca chegar nem na Libertadores, e em chegar às finais do Carioca, ano passado com o título. É pouco, muito pouco, falta ambição ao clube, falta querer ser grande.

Fluminense tem rios de dinheiros sendo despejados diariamente pela Unimed, mas uma gestão amadora e incompetente. Ninguém sabe quem manda, se é o patrocinador ou se é clube, e só se sabe que a coisa não anda. Como já disse, um time que é Campeão Brasileiro num ano e está passando esse vexame que o Fluminense está, só denota a incapacidade de sua diretoria em gerir qualquer coisa.

O Flamengo é um caso atípico, pois vive há anos, décadas nas costas da imensa e apaixonada torcida. Não foram poucos títulos ou “escapadas” do rebaixamento que têm que ser contabilizados na conta da massa rubronegra. Vejam agora o caso Adriano, Luxa falou que não vem, Patrícia Amorim, ao que tudo indica quer o atacante; ninguém conversa lá dentro? Querem mesmo esse problema para a Gávea? Não seria a primeira vez. E o Zico quando estava lá, como foi tratado? Os títulos até vêm, mas NADA é fruto de boa gestão e/ou planejamento.

Falamos só dos 4 grandes, e o América, time do meu pai? Time que já foi grande, já foi muito grande, e hoje vive na penúria. Triste ver o fim degradante de um clube com tanta história. Tantos outros também, Bangu, vice-campeão brasileiro de 85, que há pouco tempo atrás estava na segunda divisão do carioca jogando contra time de supermercado.

Não me supreendo com esses títulos esporádicos, só lamento que eles não agregam nada, que não se aproveitam esses elencos, essas torcidas lindas e apaixonadas. Não há evolução, não há um Centro de Treinamento decente, não há uma gestão séria e competente. O Rio está preso no século passado, ou seria retrasado? Caixa D’água já se foi há tempos e nada mudou, ele era ruim, sim era péssimo, mas pelo jeito a culpa não era só dele.

Chega em um momento, que as palavras são poucas não é? Pois encerro esse post com um vídeo que “bombou” na internet nas últimas semanas, um trecho de um jogo da segunda divisão do Carioca, disputado entre Itaperuna x Aperibeense.

 

Ao Mestre com Carinho

Os mais antigos com certeza reconheceram imediatamente a foto, para os mais novos, como eu, vale a legenda; esse é Eduardo Antunes Coimbra, o Eduzinho, irmão de Zico, e dito pelo próprio Galinho, o melhor da família.

Hoje 9 de novembro é aniversário do meu pai, e como uma pequena homenagem farei esse post falando do time de seu coração, o América-RJ.

Não é comum mesmo encontrarmos um torcedor americano por aí, principalmente morando em Joinville-SC cidade onde meu pai reside há 40 anos, imaginem para mim, que nasci em 84 entender como alguém poderia torcer para aquele time.

Para que tenhamos ideia do que é o América hoje, tirando o título da segunda divisão do Campeonato Carioca do ano passado, a última taça levantada tinha sido a Taça Guanabara de 82, há 28 anos.

Mas convivendo com um americano de perto, entendemos que o Mequinha, ou Super Mecão, como gosta de falar meu pai, é mais do que um clube social, com o melhor hino e camisa mais bonita do Brasil. É um clube que hoje mora no coração de todo carioca, mas que já incomodou muito time por aí. Não é à toa que até hoje, mesmo longe de seus dias de glória jogar contra o América é considerado clássico.

Eduzinho, o homem da foto, é a estrela maior de uma nação que já teve muitos excelentes jogadores, como Bráulio, Gilson Nunes, e no título de 82 o centroavante Luzinho Lemos. Luizinho é irmão de César Maluco que fez muito sucesso no Palmeiras aqui de São Paulo. Talvez até mais maluco que César ele fez muitos gols e deu muitas alegrias aos  diabos vermelhos.

Entre seus torcedores mais ilustres, podemos apontar José Trajano, jornalista que dispensa comentários, e que dá nome à Sala de Imprensa do Estádio Giulite Coutinho, e seu Edevair, pais do atual diretor de futebol do clube, o craque Romário. Sem esquecer do maior cantor que vi ao vivo, o craque Tim Maia.

E para encerrar, o mais belo hino na mais potente voz:


Dois Toques

Lugar que um doido por esporte, principalmente futebol criou para escrever, ler, debater sobre tudo que seja relacionado ao esporte Bretão.

Twitter