Posts Tagged 'Dedé'

Monstruoso

O time do Santos é bom, muito bom, mas ontem não foi páreo para o bem montado Vasco da Gama. Há quem pensasse que seria um jogo desmotivado por ambos já estarem na Libertadores do ano que vem e o Santos, ainda por cima, terá o Mundial no final do ano.

Mas não, foi um belo jogo de futebol, o melhor que a chuva e a iluminação permitiram. Disseram que faltava luz em todo entorno do estádio, mas por que só metade dos refletores apagaram? Engana que eu gosto…

Falemos do jogo. A equipe cruz-maltina fez meia hora de dar gosto. Do apito inicial até o apação aos 29′ do primeiro tempo, parecia que o Vasco era “o” time e não seu adversário. O Santos também teve suas chances na primeira etapa, mas sem dúvida o domínio foi vascaíno.

O segundo tempo nos trouxe um time tentando meio que atabalhoadamente voltar ao jogo e um time, eu diria que estranhamente, tendo tranquilidade para segurar o jogo e não correr riscos, chegando com surpreendente calma a mais uma vitória.

Dito isto, há algumas coisas que tenho que destacar:

Quem pagou ingresso, ou como eu sentou na frente da TV, para ver show do camisa 10 e gol de craque da seleção não se decepcionou. Mas Ganso foi um desastre e Neymar não marcou, quem fez esses papéis foram Diego Souza e Dedé.

Primeiro falemos dele; o muito irregular Diego Souza jogou demais. Fez um primeiro tempo exuberante, além do golaço, que dispensa apresentações, passou como quis, quando quis pela defesa santista, e desde o primeiro minuto mostrou que a noite era dele.

Nos últimos 4 jogos, Diego fez 3 digno de seleção. Não preciso desenhar né, não estou dizendo que ela deva ser convocado, só que ele jogou contra Atlético-MG, São Paulo e Santos mais que nossos meias tem jogado na seleção. Fato.

Até quando? Não sabemos, que o vascaíno aproveite o momento do seu camisa 10. Muita gente diz que a “sombra” Bernardo é que tem feito ele se esforçar e jogar melhor. Não sei, confesso que não sei.

Porém o ponto alto da noite, aliás o ponto alto desse time do Vasco é sem dúvidas nenhuma Dedé.

Impressionante como esse jovem zagueiro tem tido facilidade para enfrentar os maiores desafios. Como na foto acima, divulgada por um dos patrocinadores do clube, Lucas, Neymar, D’ale, pode ser quem vier ele não se intimida, marca com muita competência. E sem fazer faltas, uma por jogo, o que para zagueiro não é nada.

Além disso tem dois gols no Brasileirão, nada mal para um jogador de 22 anos e que foi convocado para o amistoso contra a Alemanha.

Poderia ficar aqui falando muito mais sobre esse jogador, quem viu o jogo ontem pode confirmar o que eu estou falando, mas deixo só um recado:

Quando falei que ele deveria ser convocado as cornetas soaram forte, e agora? Concordam comigo?

Melhores Zagueiros

Como temos dois zagueiros no time, resolvi escolher 5 para minha lista. Começando por Chicão do Corinthians. Desde os tempos de Figueirense ele vem figurando entre os melhores no país, e esse ano não foi diferente. Nos jogos que ele não participou o Timão encontrou muitas dificuldades. Chicão não é alto, não é muito rápido, mas é um zagueiro técnico que está na seleção de qualquer um deste Campeonato Brasileiro.

Alex Silva, o Pirulito, esse para mim é o melhor zagueiro em atividade no Brasil. Acho um jogador completo, alia técnica com um vigor impressionante, forte no cabeceio, é rápido e tem boa recuperação. Mesmo o São Paulo não indo tão bem assim no Campeonato o Pirulito conseguiu se destacar.

Difícil saber se Rodolfo está na lista pela campanha do Atlético, ou se o Atlético faz essa campanha porque Rodolfo foi um dos melhores zagueiros do Brasileirão 2010. Além de bom atrás, chega na frente com perigo, e menos surpreendente até que o Atlético é sua aparição nessa lista.

Esta aí a prova maior de que um time bem organizado faz um jogador mediano se destacar.  Leandro Euzébio está longe de ser craque, e eu mesmo não pediria ele na seleção brasileira, mas no esquema montado por Muricy ele tem dado muito certo, e além de fazer parte de um defesa muito segura, no jogo aéreo tem feito gols e ajudado o Fluminense a chegar perto do título.

Esse último não foi fácil de escolher, mas a trajetória de Dedé durante o ano foi muito interessante, e vale a pena sua menção nessa lista. Dias antes da semi-final da Taça Rio, o zagueiro recém chegado do Madureira divide uma bola com o capitão Carlos Alberto e o machuca. Está feito o vilão do ano para os vascaínos. Mas com muito trabalho e atuações em alto nível, o jogador não só se tornou ídolo do clube, como foi escolhido por seus torcedores para representar o Vasco na escolha do craque da galera. Vocês devem estar se perguntando, ué, mas o se o Vasco tinha um goleiro tão bom assim, e um zagueiro também excelente, por que não fez nada de bom no Brasileirão? E vários são os motivos, mas é bom lembrarmos que durante quase todo o certame o Vasco ficou com uma entre as melhores defesas, e permaneceu várias rodadas invicto. Uma coisa é certa, não foi pelo seu ataque que conseguiu esses números.

Prontos para cornetar?

 


Dois Toques

Lugar que um doido por esporte, principalmente futebol criou para escrever, ler, debater sobre tudo que seja relacionado ao esporte Bretão.

Twitter