Posts Tagged 'Grêmio'

Rapidinhas 16ª Rodada

Quem diria que Marquinhos seria o homem da rodada? E pode nem ter sido, mas o Grêmio há mais de mês sem vencer e ele fazendo os dois da virada foi, com certeza, o cara da 16ª rodada.

Celso Roth com certeza deixará o time do Grêmio fora da zona do rebaixamento, mas com esse time é bom a torcida do tricolor não almejar nada e muito ousado.

São Paulo 2 x 2 Atlético-PR – Que fase do Adílson Batista, está cada vez mais difícil defender ele…não ganhar em casa do Atlético? Puxado…

Cruzeiro 5 x 0 Avaí – Um placar desse, falar o quê? Lembrando que Montillo perdeu um pênalti no primeiro tempo. Inapelável!

Atlético-GO 2 x 0 Santos – Teve um pênalti no Neymar no primeiro tempo que o juiz não só mandou seguir como amarelou o jogador do Santos, mas o segundo tempo do Dragão fez jus à vitória.

Botafogo 4 x 2 – Segundo domingo seguido que o Fogão coloca 4…que fase hein?!

Corinthians 2 x 2 Ceará – E o Timão provando que não quer ser campeão…

Vasco 1 x 0 Palmeiras – O Vasco aparece nesse campeonato como o Flamengo de 2009, aparentemente não tem a mínima chance, não acredito mesmo, mas se os líderes fizerem muita força e cair no colo…

Figueirense 2 x 2 Flamengo – Avaí ganhou do Corinthians, Figueira empata com o Flamengo, Floripa não faz bem aos líderes, fato!

Coritiba 3 x 0 Atlético-MG – Coxa voltando a pegar o ritmo do início do ano, e o Cuca, ô Cuca…

Grêmio 2 x 1 Fluminense – E a situação do Douglas se complica cada vez mais no Olímpico…

Bahia 1 x 1 Internacional – Jobson e Carlos Alberto brigaram durante a semana, começo do fim do time baiano…

Anúncios

Quem é que vai correr?

 Depois de Gilbeto Silva, hoje foi a vez de Marquinhos, ex-Avaí, se apresentar ao Grêmio. Bom jogador, excelente passe, foi um dos pedidos do Renato Gaúcho à sua diretoria.

Mas vem cá, quem é que vai correr nesse meio campo do Grêmio? Se jogarem Gilberto Silva, Fábio Rochemback, Marquinhos e Douglas, quem vai marcar? Volantes velhos e meias que nem cercam, é isso que o Grêmio quer?

Perguntaram-me sobre a contratação do Gilberto Silva. Achei horrível, jogador burocrático, passe de lado e que não acrescenta nada ao time. Ah mas ele marca bem, o Adilson também e é jovem, consegue correr o jogo inteiro.

Não consigo imaginar um meio campo com dois volantes como Rochemback e Gilberto Silva, apesar da boa saída de bola do primeiro, é muita experiência e pouco vigor físico. Àqueles que defendem a contratação pela rodagem do volante que veio do futebol grego, eu cotinuo dizendo, não é esse o problema do Grêmio, ainda mais agora com a chegada de Marquinhos.

E mais, Douglas e Marquinhos juntos? Não vejo dar certo também, jogo lento e sem poderio de marcação nenhum.

Renato Gaúcho já mostrou que é bom técnico, fez um excelente trabalho ano passado no próprio Grêmio, mas na minha opinião está montando o elenco todo errado.

Miralles chega hoje ao Olímpico, boa contratação, mas a bola tem que chegar lá, e para chegar lá alguém do Grêmio tem que roubar a bola, quem fará isso?

 

 

 

Esse já estava perdido

Que noite de Libertadores! Está todo mundo tonto, tentando entender o que aconteceu. Eu tenho minhas teorias, mas vamos primeiro mostrar, jogo-a-jogo como se deu essa eliminação quádrupla.

Essa era a mais fácil, o Grêmio foi eliminado mesmo semana passada, em pleno Estádio Olímpico, ao perder por 2×1. Hoje lutou, tentou, mas com 7 reservas e precisando golear, não tinha muito o que esperar.

Se serve de consolo para os tricolores gaúchos, e Grêmio ficou na Libertadores mais que seu maior rival, algumas horas, porém mais tarde.

Quanto ao jogo, que não vi, não há muito o que se comentar, o time saiu daqui derrotado, chegou lá e não fez nada que pudesse reverter a situação. Li que o time chileno também não tem nada de especial, mas com a fatura liquidada deve ter segurado o seu jogo.

Como eu disse, começamos pelo mais fácil, a explicação para essa eliminação era clara, duro será explicar o resto. Sinceramente, posso estar ousando demais, mas acho que o Grêmio se sagra campeão Gaúcho de 2011, o dia de hoje abalará menos o tricolor que o colorado.

Enfim, esse já estava perdido, e foi o único palpite da Libertadores que acertei…

Balanço da Libertadores

Com o empate do Grêmio hoje no Peru chegou a hora de fazer um balanço da participação brasileira até agora na Libertadores.

Falando rapidamente sobre o jogo de hoje, o time de Porto Alegre deixou mais uma vez a desejar e empatou um jogo fácil, que poderia encaminhar sua classificação para a segunda fase. O time do León é fraco, e não pode atrapalhar a vida do time gremista como fez hoje, temo que o “trote” do Renato Gaúcho tenha afetado um pouco a equipe.

A nota alegre do jogo foi o gol do Carlos Alberto e a comemoração imitando o goleiro do Mazembe. Eu acho muito divertido esse tipo de brincadeira, só não entendi por que quando Leandro Damião, do Internacional, fez uma brincadeira no mesmo estilo ele, Carlos Alberto, deu “ataque de pelanca” no twitter. Carlão, quem gosta de brincar, tem que saber receber provocação. Eu gosto, acho divertido, e só espero que as torcidas também levem com bom humor essas gozações.

Voltando ao balanço, penso que podemos separar os 5 clubes brasileiros em 3 situações bem definidas.

Internacional de Porto Alegre e Cruzeiro já podem se preparar para as oitavas, sobrando em seus grupos não há como não se classificarem. Ontem o time mineiro deu mais um show, mais uma goleada e tem jogado, disparado, o melhor futebol do Campeonato até então. Com certeza esse time merece um post só para ele, como já feito aqui nesse blog, mas ao menos essa menção tinha que ser feita agora.

Num pelotão intermediário, podemos assim dizer, se encontra o Grêmio, que deve se classificar, porém poderia ter vida mais fácil nesse grupo tão fraco. O tricolor gaúcho não está jogando bem, seu técnico ainda não encontrou a melhor escalação para o time nesse ano. Mesmo tendo todas as possibilidades de ir para as oitavas, se não melhorar, o time não vai muito mais longe na competição.

E por último temos os dois desesperados, Santos e Fluminense, apontados como favoritos antes do início da Competição, não estão jogando nada, e precisam melhor muito se quiserem passar para a próxima fase. Na verdade o Santos está numa situação menos complicada, além de ter um time melhor que o tricolor carioca, mas o fato é que para se garantir ambos tem que ganhar os 3 jogos restantes.

Acho que de uma vez por todas temos que entender que nossos times não estão “sobrando” na América do Sul, e não é só chegar, jogar e ganhar.

O Santos, ontem, começou ganhando e tomou 3 gols em menos de meia hora sem ver a cor da bola. O time vacilou, sim, mas Paredes, Miralles e Jorquera têm espaço em qualquer time do Brasil, são bons jogadores. Nem Neymar, nem Ganso, foram capazes de reverter o placar.

Passada mais da metade da primeira fase, muitas lições podem ser tiradas pelos times brasileiros, e espero que aprendam e que os 5 passem de fase, afinal ter Conca, Neymar, Ganso ou Fred fora da Libertadores seria muito ruim para o Campeonato.

Troca-troca, melhor para quem?

Com 18 anos ele já era campeão da Champions League e do Torneio Intercontinental de Clubes, ainda disputado no Japão. Depois foi campeão Brasileiro pelo Corinthians em 2005 e colecionou confusões por onde passou.

Estamos falando de Carlos Alberto, jogador extremamente talentoso mas que divide seu currículo entre títulos expressivos e saídas brigadas dos seus clubes.

Mais uma vez, após jurar amor eterno ao Vasco da Gama, vai para o Grêmio após uma discussão com o Presidente do clube e maior ídolo da torcida Roberto Dinamite.

Ao mesmo tempo, segundo informações vindas do próprio clube gaúcho, Leandro, também dono de vasto currículo, estaria indo para o cruzmaltino. Deve fechar hoje. É importante lembrar que Leandro também se desentendeu no Sul e não vinha jogando, além de uma série de lesões que lhe acometeram na temporada passada.

Desta feita, fica a pergunta, quem sai ganhando com essa troca?

Eu tenho certeza que ambos jogadores sairão ganhando. Nenhum dos dois, mesmo muito bons jogadores e possivelmente ainda úteis para seus atuais times, tinham clima para ficar, e assim, a mudança era necessária. O engraçado é que tanto um quanto outro enfrentarão concorrência pesada na nova equipe. Carlos Alberto deverá disputar vaga com Douglas, enquanto Leandro divide a posição com Éder Luis.

Agora se Vasco ou Grêmio, qual dos dois se dará melhor, só o tempo dirá. Se pensarmos que os jogadores estavam afastados e assim não estariam produzindo nada, podemos concluir que os dois se deram bem. Agora se Leandro resolverá o problema de gols que há tempos assola São Januário, ou se Carlos Alberto ajudará a levar o Grêmio para o título da Libertadores, não temos como saber.

Particularmente, penso que os dois times fizeram bom negócio. Leandro demonstrou ao longo de sua carreira a tão falada raça que os vascaínos cobram do elenco atual, e Carlos Alberto, justiça seja feita, não é mais o brigão de outrora, e com o talento indiscutível que possui, pode ser muito importante para o tricolor.

E podem me cobrar mais tarde, tanto gremistas quanto vascaínos, agora estão desconfiados, em dois ou três meses já nem lembrarão mais de onde vieram seus novos ídolos.

A Estrela de Renato

Ele é demais! Renato Gaúcho é bom, polêmico, e tem uma estrela que é impressionante.

Ontem o Grêmio entrou apenas para cumprir tabela na Libertadores, com um time bem melhor, Olímpico com quase 35 mil pessoas, ninguém esperava dificuldade. Mas como diz o locutor “Não tem mais time bobo não” e após André Lima perder um dos gols mais feitos da história o fraco Liverpool saiu na frente.

Até aí nada diferente dos roteiros tradicionais do Grêmio, time que gosta de se complicar para depois mostrar raça, nunca vi, dificultam o fácil, parece que tem prazer em mostrar que é o Imortal.

Logo após o gol, por volta dos 35′ do primeiro tempo Renato Gaúcho colocou Vinicius Pacheco em campo e tirou Adílson. Substituição no mínimo controversa, Pacheco não jogou bem o primeiro jogo, não estava totalmente adaptado ao clube, e cá entre nós, não é um jogador com fama de brigador, e naquele momento o Grêmio precisava arrancar ao menos o empate do time uruguaio.

Mas como eu disse antes, o técnico gremista tem estrela, André Lima empatou ainda no primeiro tempo tranquilizando os ânimos e garantindo a classificação temporária para o tricolor.

Começou o segundo tempo e o Grêmio mesmo não jogando o que pode, ia se classificando aos trancos em barrancos. Eis que de repente, não mais que de repente, Vinicius Pacheco faz dois gols, garante a classificação e uma bela noite de sono para todos os gremistas.

Desde que chegou ao clube, e já disse isso no blog, Renato tem sido impressionante, ele mexe e o time corresponde na hora. A arrancada tricolor ano passado que levou a Libertadores foi impressionante, e agora entrando num grupo tecnicamente muito fraco, o Grêmio pode incomodar muita gente nessa Libertadores, eu não duvidaria dum time com toda essa estrela no banco.

E sobre o jogo, Douglas além de gordo não jogou nada, e Fábio Rochemback continua decisivo e muito importante para a equipe gaúcha.

Um final infeliz …

Texto escrito para o blog por um amigo gremista…


A primeira vez que ouvi a notícia do interesse do Grêmio em Ronaldinho Gaúcho senti uma mistura de alegria e desconfiança. Alegria pois seria a grande chance de reatar o relacionamento com um dos maiores craques que já surgiram no clube da Azenha e ter seu talento conduzindo o Grêmio rumo ao segundo mundial em 2011. Desconfiança pois sabe-se bem que apesar de diferenciado, Ronaldinho há muito não tem como prioridade voltar a ser aquele dos tempos de Barcelona que teve Madridistas aplaudindo de pé e com lenços brancos às mãos, para citar apenas um episódio.

Anunciado seu retorno ao Brasil, o jogador e seu irmão sinalizaram 3 opções: Grêmio, Palmeiras e Flamengo. Analisando sob a ótica inicial, as opções de Ronaldinho o apresentavam uma grande dificuldade de decisão pois, se no Grêmio ele tinha seu suposto time do coração e a chance de se redimir com a torcida e clube depois do triste episódio de sua saída, no Palmeiras ele teria a anunciada melhor proposta e a proximidade de Felipão. Já no Flamengo, a maior torcida do Brasil e o grande estilo de vida desejado pelo jogador: morar no Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa com suas praias, beleza natural e festas. Por um lado, dois clubes grandes no centro da mídia brasileira, por outro, o clube que o projetou e único que disputará a Libertadores em 2011. Ao que tudo indica, todos os clubes aceitaram a oferta inicial do empresário-irmão do jogador e deram como “fechada” a negociação em algum momento, o que provou ser um grande erro.

Ronaldinho e Assis conduziram as negociações como se fossem aquela mulher que manipula e dá corda, aumentando a vontade de todos seus pretendentes simultaneamente. Porém apenas um a poderia levar para casa no final da noite. A esperança que torcedores do Palmeiras e, principalmente, Grêmio, tiveram em dado momento se transformou em frustração e raiva. Como torcedor do Grêmio, posso dizer que a sensação é de amargor com a nova traição, como se a chance à uma bela mulher fosse dada e a injúria se repetisse novamente. O dinheiro não foi fator decisivo nessa negociação, isso ele ganharia com todos. Talvez a ganância tenha jogado sim um papel fundamental. Mas mais do que isso, o que foi provado nessa história toda é que Ronaldinho, no final das contas, não é mesmo um gremista de coração e não merece vestir o manto sagrado tricolor, o que é uma pena.

É aquela velha história: “se o problema não tem solução, então não há porque se preocupar. Se tem solução, então também não … “. Se Ronaldinho tivesse escolhido o Grêmio, então teria provado seu amor e seria recebido de braços abertos. Como não o fez, a torcida tem todo direito de se sentir traída e não mais querer saber de um jogador que preferiu o Rio e seus encantos ao time gaúcho. Ronaldinho poderia ter se tornado o maior ídolo da história do Grêmio, conduzinho a equipe a quem sabe mais de uma taça Libertadores da América. Preferiu se tornar o maior vilão da história do tricolor porto-alegrense.


Dois Toques

Lugar que um doido por esporte, principalmente futebol criou para escrever, ler, debater sobre tudo que seja relacionado ao esporte Bretão.

Twitter